sábado, 28 de novembro de 2009

Cap 3 - SEXO VIRTUAL


Laura pensava em Luiz constantemente. Ele passara a fazer parte de sua vida e de seus pensamentos, de seus sonhos e de suas fantasias. Do homem misterioso que inicialmente a atraíra pelo anonimato, Luiz ganhara um local no seu coração pela perspicácia, pela transparência, pelo acolhida que revelava. Seus pensamentos convergiam e muitas vezes casavam. Bastava um pensar e outro expressar, quando não escreviam ao mesmo tempo mesmas palavras. A impressão era de que se conheciam desde sempre.


Claro que havia diferenças entre eles, especialmente vivenciais: Luiz era direto e imediatista. O tempo lhe ensinara que cada dia é um dia para ser vivido plenamente. Laura era mais contida e preferia adiar as decisões sempre para frente. Para Luiz o tempo era um inimigo implacável. Para Laura, o tempo era o amigo que tudo resolve...


E apesar de não chegarem a um acordo sobre a função do tempo nas suas vidas, concordavam em tantos outros aspectos... E a relação continuava, fortificada pelos encontros freqüentes por chat, por telefone, por mail... Assuntos nunca faltaram. Conversavam sobre tudo que se referisse a eles: Família, atividades, acontecimentos, crenças, pensamentos, fantasias, aspirações...


Casado fazia 35 anos, Luiz afirmava estar em plena forma sexualmente e sentir mais necessidade de relações sexuais do que a esposa – em climatério – oferecia, o que o levava a lhe ser infiel. Casada há 15 anos, Laura sentia-se insatisfeita com sua vida sexual, não pela freqüência, mas pela falta de criatividade do marido. Nunca lhe fora infiel, mas não se sentia feliz.


Luiz, cuja primeira motivação era sexo virtual, já não insistia nisso, pregando que deveria acontecer se ambos quisessem. Deixara claro que ele queria. Quando ela quisesse... Então aconteceu, cinco semanas depois do primeiro encontro, como conseqüência natural das conversas e dos sentimentos que os dominava. O que os uniu mais ainda...


Luiz e Laura sentiam-se profundamente envolvidos. Havia algo muito forte que atraía e impulsionava um para o outro... Isso era maravilhoso, mas também era motivo de questionamento!

Um comentário:

Analuz disse...

Sempre de olho... Abraço!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...