quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

A ARTE DE ESCREVER!


Quando começo a escrever deixo de ser dono de mim mesmo. Fico à mercê de idéias que nunca pensei.
Elas aparecem sem que eu as tenha chamado e me dizem: “Escreva!". Não tenho outra alternativa. Obedeço.

(Rubem Alves)
Quanta verdade!
Justifica o que nos acontece na arte de escrever.
Pois tantas vezes eu não sei de onde tiro as palavras que escrevo. Simplesmente elas me vêem e eu, obediente, as digito.
E em outras tantas vezes eu tento forçar a inspiração. Escrever o que eu quero. Mas meus dedos não me obedecem. Não sintonizo as idéias nas palavras. E desanimada, desisto.

Caprichosa literatura!

E complementando:

A literatura são as palavras que fazem amor com a gente. Cada palavra é uma extensão da mão, um prolongamento dos dedos.
A palavra nos toca, o corpo e a alma reverberam. É a reverberação do corpo e da alma que atestam a verdade da palavra. Literatura é um jeito de fazer amor à distância.
(Rubem Alves)

Obrigada a Rosa, que me apresentou o texto de R.Alves.


2 comentários:

Rosa disse...

Que bom que gostou do texto, é sempre um prazer dividir uma reflexão,beijinhos

૪ Luhh disse...

Mim identifico, eu luto comigo mesma para escrever sobre o assunto que está no auge, mas nada mim vem a cabeça, então, simplismente do nada as ideas vem e eu pego a caneta eum pedaço de papel,e escrevo com emoção, com sentimentos. Gostei do texto :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...