segunda-feira, 22 de novembro de 2010

TEM DE SER AGORA...

Na obra “Esconderijos do Tempo”, de Mário Quintana, encontra-se o poema “Seiscentos e Sessenta e Seis” que diz o seguinte:

“A vida é uns deveres que nós trouxemos para fazer em casa.
Quando se vê, já são seis horas: há tempo...
Quando se vê, já é sexta-feira...
Quando se vê, passaram 60 anos...
Agora é tarde demais para ser reprovado...
E se me dessem – um dia – uma outra oportunidade,
Eu nem olhava o relógio
Seguia sempre, sempre em frente...

E iria jogando pelo caminho a casca dourada e inútil das horas.”


LIÇÃO PARA O VIVER:
Somente nos é dada uma oportunidade para viver e ser feliz. Ao adiarmos – com as mais aceitáveis desculpas – arriscamos não ter mais o tempo para concluir a tarefa. Por isso, vivamos com intensidade o nosso HOJE - limitado, mas real – encontrando nele motivos e razões de ser feliz.

2 comentários:

Rosa disse...

Amiga,desejo que consigas aproveitar bem as horas, a vida, que possa dar um tempero dos bons pra deixar a mesmice definitivamente longe, bem longe...rsrs, bjs.

Analuz disse...

Não adianta brigar com o tempo...
Resta-nos deixá-lo passar...
E a vida... é o melhor jogo de passatempo...resta-nos jogar...

Beijo de Luz, moça!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...