terça-feira, 19 de abril de 2011

CORRER O RISCO


Gostei muito deste texto, atribuido a Sêneca, escritor, filósofo e pensador estóico romano, que viveu entre os anos 4aC e 65dC. 
"Rir é correr o risco de parecer tolo.
Chorar é correr o risco de parecer sentimental.
Estender a mão é correr o risco de se envolver.
Expor seus sentimentos é correr o risco de mostrar seu verdadeiro eu.
Defender seus sonhos e idéias diante da multidão é correr o risco de perder as pessoas.
Amar é correr o risco de não ser correspondido.
Viver é correr o risco de morrer.
Confiar é correr o risco de se decepcionar.
Tentar é correr o risco de fracassar.
Mas devemos correr os riscos, porque o maior perigo é não arriscar nada.
Há  pessoas que não correm nenhum risco, não faz nada, não têm nada e não são nada.
Elas podem até evitar sofrimentos e desilusões, mas  não conseguem nada, não sentem nada, não mudam, não crescem, não amam, não vivem .
Acorrentadas por suas atitudes, elas viram escravas, privam-se de sua liberdade.
Somente a pessoa que corre riscos é livre !"

LIÇÃO PARA O VIVER:

Quem não se arrisca, não saberá jamais qual é o sabor da conquista. 
Então, vamos à luta ! 
Geralmente não é fácil, temos que fazer escolhas e renúncias... e não há garantias. 
Mas com certeza, dar o primeiro (e arriscado) passo é o impulso inicial que nos levará a uma viagem maravilhosa, quando nos sentiremos cada vez mais maduros, confiantes e livres. 

2 comentários:

Gilmar Morais disse...

Clarice,

É com muita alegria que passo por aqui para agradecer-lhe pela cumplicidade permitida, ao acompanhar o Caminhar & Ruminar, que ontem completou o seu primeiro ano de vida. Obrigado!

A festa é você, a sua presença e amizade que empresta sem reservas! Tenha certeza, significa muito!

Receba o meu fraternal abraço!

Belissom disse...

adorei o seu blog visite o meu http://belissom.blogspot.com/

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...